A contribuição das boas práticas na construção de sociedades sustentáveis

Refletir sobre esta questão é necessário se desejamos a evolução no seu real sentido. E aí, não vale o preciosismo de se achar isolado do processo. Assim como andorinha sozinha não faz verão, sociedades sustentáveis e evoluídas não se constróem com omissões e isolamentos.

Cada época tem os seus desafios, mas também, suas oportunidades. O processo de evolução (ou de estagnação) das sociedades tem como base suas práticas. E quanto melhores elas forem, mais evoluída será a sociedade. Quanto mais transparentes, mais confiável. É o óbvio, mas não é a realidade de todas as sociedades. Que o diga quem vive em sociedades com ausência (ou timidez) das boas práticas.

O compromisso com o desenvolvimento das boas práticas tem que ter um olhar para o coletivo

Para que a evolução aconteça, é necessário mais do que bons pensadores, mais que corpos técnicos especializados. Eles são fundamentais, mas não se bastam. É necessário o envolvimento, e de forma bem visível. O compromisso com o desenvolvimento das boas práticas tem que ter um olhar para o coletivo. A cultura de sustentabilidade não se faz da noite para o dia e muito menos sem espirito proativo. É necessário compartilhar e interagir.

Assim como andorinha só não faz verão, sociedades sustentáveis precisam do envolvimento (e compartilhamento) das empresas e gestores com boas práticas. 

Benchmarking Brasil: Um programa de valorização das boas práticas nas organizações

Um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do País, que certifica e compartilha cases de boas práticas há mais de uma década. Até a edição anterior, 373 cases foram certificados e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. 

Inscrições de cases online até 15 de abril de 2018 na plataforma Benchmarking

Benchmarking Brasil 

Inteligência Coletiva em Sustentabilidade

www.benchmarkingbrasil.com.br