A Trilha da Sustentabilidade

A sustentabilidade é universal em seus fundamentos e princípios, porém especifica em sua aplicabilidade. Mas, é justamente por esta característica que a sustentabilidade é uma caminhada transformadora. Esta estrada comporta pessoas e organizações com diferentes níveis de entendimento e aplicabilidade. Diferentes estágios, mas numa única direção.

Assim é a trilha da sustentabilidade, uns mais a frente liderando este processo de transformação, e outros seguindo e se inspirando com quem já desenvolveu a excelência em determinados pontos e temas.

Uma organização (ou pessoa) tem comportamento distinto em diferentes temáticas da sustentabilidade. Pode ter desenvolvido modelos de gestão de alta performance em relação aos seus resíduos e emissões, e não ter a mesma performance (ou performance alguma) em relação a outras temáticas da sustentabilidade tão importantes quanto estas, tais como: energia, água, educação, igualdade de gênero, etc.  

A trilha da sustentabilidade tem como destino a evolução

A porta pela qual a organização inicia sua caminhada nesta trilha é especifica (água, energia, educação), mas os seus fundamentos são universais (princípios e diretrizes).  E uma vez nesta trilha, estes fundamentos vão sendo incorporados, criando uma cultura de transformação e evolução. E aí muito provavelmente, a organização vai expandindo sua gestão de alta performance para as demais temáticas e vertentes da sustentabilidade. Vai se transformando e evoluindo.

A trilha da sustentabilidade tem como destino a evolução. Ninguém opta por este caminho se não acreditar nesta visão. Mas a potência do motor que dará a velocidade e segurança para se chegar a este destino, serão as suas (boas) práticas. Se as práticas forem de excelência, o destino será alcançado. 

BENCHMARKING – UM PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES

Um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do País, que certifica e compartilha cases de boas práticas. Hoje com 1 modalidade âncora e 5 modalidades paralelas é o mais legítimo dos movimentos de sustentabilidade pela pluralidade de vozes que congrega. Empresas, Universidades, Escolas Técnicas Profissionalizantes, Órgãos e entidades representativas e governamentais, Artistas, Personalidades, e mídia especializada fazem parte da iniciativa que está em sua 16a edição. Mais de 200 especialistas e ativistas de 25 diferentes países compõem as Comissões Técnicas que selecionam e validam os cases inscritos. A metodologia de seleção dos cases tem o reconhecimento da ABNT, e o Programa construiu e detém o maior banco de práticas de sustentabilidade certificadas e com livre acesso da internet. Até o presente momento, 192 organizações dos 3 setores da economia tiveram 373 cases certificados e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos técnicos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. Veja em:  https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=22525 

As inscrições dos cases para certificação Benchmarking das boas práticas socioambientais ocorrem até 31 de março pelo site.

São Paulo, 12 de Março de 2018

Programa Benchmarking Brasil 

Inteligência Coletiva em Sustentabilidade 

www.benchmarkingbrasil.com.br