Banco Digital Resíduos 8

BANCO DIGITAL DE BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS
RESUMOS CASES BENCHMARKING – TEMÁTICA GERENCIAL
RESÍDUOS

Paginas: 01  02  03  04 05 06 07 08

 

 

ITAMBÉ

Título do Case: Cooperativismo Sustentável

Resumo: A relação entre a empresa (iniciativa privada), a associação (Sociedade organizada) e o Município (poder público) na produção de diferenças e avanços sustentáveis.

Aumento do número de catadores da ASCAMP (associação de catadores de Pará de Minas – MG) de 27 para 40, aumento da receita de cada catador que era entre R$ 450 e 500 para uns valores entre R$ 900 e R$ 1000, aumento na coleta de recicláveis do município de mais de 30 % em relação ao início do projeto. Edição 2011

 

 

Johnson & Johnson Industrial Ltda.
Case:
 Resíduo: matéria-prima da transformação social
Cidade: São José dos Campos
Estado: SP
Responsável: André Marinovic 
Cargo: Diretor de EHS América Latina e Caribe

Resumo: Nosso case é a Central de Reciclagem de Resíduos das manufaturas da Johnson & Johnson no Brasil. A multinacional possui três companhias no país, todas localizadas em um mesmo campus industrial, na cidade de São José dos Campos, estado de São Paulo, em área de um milhão de metros quadrados, com 300 mil metros quadrados de área construída, 500 mil metros quadrados de gramados e 200 mil metros quadrados de Mata Atlântica preservada em fauna e flora. Objetivo: Assegurar que os resíduos gerados pela Johnson sejam destinados de acordo com as Políticas e Procedimentos Ambientais da Companhia e a legislação vigente. Parte desses resíduos devem ser destinados a entidades sociais, focando sempre na conscientização, eliminação, redução, reutilização e a reciclagem do resíduo industrial. Edição 2007

 

 

PEPSICO DO BRASIL

Título do Case: Display Reciclável

Resumo: Primeiro display 100% reciclado que usa uma media de 675 embalagens de snacks, retirando-as ou evitando irem ao meio ambiente ou aterros;

Em 2010 foram 35mil displays produzidos equivale a 23,6 milhões de embalagens de salgadinho. Consome media de 10% menos energia na produção de cada display vs display de PP; não consome água potável em sua produção, mas sim água industrial.

Benefícios Sociais: além de incentivar a rede de catadores de lixo, na recicladora usa-se detentos em regime de semi-liberdade.

Benefício Econômico: menor tempo de ciclo de produção; cerca de 41% mais barato que reciclar PP e 20% mais barato que reciclar PET. Edição 2011

Banco Digital Residuos 8

BANCO DIGITAL DE BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS
RESUMOS CASES BENCHMARKING

TEMÁTICA GERENCIAL

RESÍDUOS

Paginas 01  02  03  04  05  06  07  08  09  10  11

SAMA Minerações Associadas
Case: Programa Sambaíba: Artesanatos em rocha estéril de serpendinito e fibra de bananeira 
Cidade: Minaçu 
Estado: GO
Responsável: Cilene Bastos de Paula 
Cargo: Coordenadora de Programas Sociais e Sustentabilidade
Resumo: A metodologia utilizada nos projetos é o grande diferencial. Todo o processo de confecção das peças artesanais em Rocha Estéril de Serpentinito é umidificado e na confecção das embalagens e papéis de fibra de bananeira nenhum tipo de substância química é usada. Com esse diferencial a empresa reafirma seu o compromisso com a sustentabilidade ambiental, social e econômica. Além de corretos critérios ocupacionais incluiu a Educação Ambiental no dia a dia da Cooperativa. Os artesãos foram sensibilizados em relação ao uso racional da água e energia. Atualmente além do reaproveitamento do papel A4 utilizados nos escritórios, também são aproveitados para a confecção das embalagens os papelões advindos da empresa. Também a aparas dos papeis de fibra de bananeira retornam ao processo da confecção do papel, resultando em “ZERO” a geração de resíduo. Edição 2010

 

SESI – Serviço Social da Indústria 

Case: Sustent’ARTE SESI – SP

Cidade: São Paulo

Estado: SP

Responsável: Ivania Maria Filippi Novo

Cargo: Supervisora Regional de Relações com o Mercado

 

Resumo: O Sustent’ARTE é um Projeto de Investimento Social privado das indústrias do Polo Cerâmico do Município de Santa Gertrudes/SP promovendo ações com as comunidades do entorno, utilizando parte dos resíduos gerados durante os processos produtivos, na criação e desenvolvimento de produtos artísticos com apelo comercial, agregando o design como seu diferencial e expressando a preocupação da indústria com o desenvolvimento sustentável. O Projeto busca sensibilizar e conscientizar a população atendida quanto aos problemas ambientais; assim como possibilitar a geração de renda, o resgate da cidadania e consequentemente a melhoria da qualidade de vida. O Projeto tem como principais objetivos: Colaborar com os projetos de responsabilidade socioambiental das indústrias que compõem o maior polo cerâmico das Américas (Santa Gertrudes/SP), desenvolvendo e capacitando as comunidades do entorno na produção artesanal de peças personalizadas a partir do reaproveitamento dos resíduos de cerâmicas de revestimento como geradores de trabalho e renda. Sensibilizar e conscientizar os públicos envolvidos para o uso sustentável dos recursos naturais e para a percepção dos impactos da ação humana no meio ambiente, promovendo mudanças de comportamentos e contribuindo para a minimização desses impactos. Agregar o design aos resíduos industriais, criando produtos artísticos diferenciados, considerando aspectos formais, funcionais e de acabamento, inserindo identidade que caracterize a preocupação das indústrias parceiras no desenvolvimento sustentável. Edição 2014

 

Sistema Ciclo Processamentos 

Case: REDERESIDUO na CAMARGO CORRÊA

Cidade: Cotia

Estado: sp

Responsável: Isac Moises Wajc

Cargo: Sócio Proprietário

 

Resumo: A REDERESÍDUO é um ecossistema de inovação para gestão de resíduos. Oferece serviços customizados e uma plataforma para facilitar a melhor destinação e valorização dos resíduos. Realiza transações econômicas e parcerias institucionais entre os atores, para juntos criarem valor através da inovação. Neste case o objetivo foi ampliar a destinação de resíduos para reciclagem/coprocessamento e sua comercialização nas obras da construtora por meio de: – Interface entre as obras que disponibilizam seus resíduos e as empresas que procuram materiais e/ou matérias-primas para seus processos; – Sistema de leilão reverso online para compra e venda de resíduos; e – Rede facilitadora de negócios para o mercado de resíduos nas obras de uma grande construtora. Edição 2014

 

Sociedade Alphaville11 e Residencial Onze 
Case:
 Terra Limpa 
Cidade: São Paulo
Estado: SP
Responsável: Giulio Fortunato Rolfo 
Cargo: Diretor

 

Resumo: Racionalização do destino do lixo doméstico no residencial 11- Alphaville. O modelo adota soluções a custos baixíssimos, pois aproveita a estrutura administrativa e de serviços existentes no condomínio. Os moradores recebem sacos de lixo na cor verde para que sejam depositados materiais recicláveis, e que são retirados as 2ªs e 5ªs, no mesmo horário do caminhão normal, por um veículo exclusivamente para este fim. No período de 21 de outubro (primeira coleta) à 25 de dezembro de 2001, transportamos 90 mil quilos de papéis, papelões, latas, plásticos e embalagens tetrapak, Em 2002, 430 mil quilos. Edição 2003

 

Souza Cruz 
Case:
Gerenciamento de Resíduos – Aproveitamento Energético de Resíduo de pó de Fumo
Cidade:
Uberlândia
Estado:
MG
Responsável: Edson Heraldo Dorigon
Cargo:
Gerente Engenharia Industrial 

 

Resumo: Cada vez mais pessoas estão preocupadas com as questões ambientais, atitude que vem promovendo mudanças nas empresas gerando uma atitude pró-ativa em relação com o meio ambiente, segurança e saúde ocupacional de seus funcionários. Dentre todas as ações destacamos o gerenciamento de resíduos na Fábrica Uberlândia, por entender que as ações relacionas ao perfeito gerenciamento dos resíduos contribuem efetivamente para a empresa e para a comunidade a qual está inserida. Atualmente a fábrica de Uberlândia gera em média 665 toneladas de resíduos por mês. De todos os resíduos gerados na unidade 97% são destinados para a compostagem, reutilizados e / ou reciclados e apenas 3% são encaminhados para o aterro público municipal. Edição 2007

 

Souza Cruz 

Case: Otimização na Gestão de Resíduos Sólidos da Fábrica de Uberlândia
Cidade:
Uberlândia
Estado:
MG
Responsável: Edson Heraldo Dorigon
Cargo:
Gerente Engenharia Industrial 

 

Resumo: Desde o inicio da implementação das etapas do projeto Otimização na Gestão de Resíduos Sólidos da Fábrica de Uberlândia, a empresa obteve diversos ganhos ambientais e econômicos, pois evoluiu de uma forma consistente o conceito de sustentabilidade na geração de resíduos sólidos da unidade.
No quesito econômico deixamos de gastar aproximadamente R$ 225.000,00/ano com a destinação adequada dos resíduos orgânicos (cinza de caldeiras, lodo da ETE, casca de lenha e resíduo) que são enviados para a compostagem e que anteriormente era enviado para o aterro municipal. Otimizamos a destinação de resíduos em caçambas de maior porte, com capacidade de 24m3, reduzindo de 3000 caçambas para 950 por ano, uma redução de custo de R$80.000,00/ano.
Na questão ambiental inovamos e criamos alternativas sustentáveis para o negócio, como a utilização de 720 toneladas / ano de resíduo como matriz energética (Projeto Briquete). A utilização de 530,0 toneladas / ano de RESÍDUO enviados para a Fazenda Buriti da Prata para ser incorporado diretamente no solo como complemento para a adubação química, ficando sob o controle da empresa todo o ciclo deste resíduo, desde a sua geração até a destinação final do mesmo. Edição 2010

 

Paginas 01  02  03  04  05  06  07  08  09  10  11