Benchmarking Brasil – Muito mais que um selo de sustentabilidade

obvio_assim

Há quase um século atrás, o dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht perguntava:  “Que tempos são estes, em que temos que defender o óbvio?”.  O século virou há 16 anos, mas a reflexão é atual para as boas práticas socioambientais.

É óbvio e racional os benefícios das boas práticas socioambientais, e todos são favoráveis a elas. Mas na prática, sabemos que não é bem assim. A sustentabilidade é um valor que deve permear as ações estratégicas e operacionais da organização. É lógico que temos departamentos específicos como Meio Ambiente ou Responsabilidade Social, mas eles são entendidos como “áreas de suporte”, ou seja, áreas “meio” e não áreas “fim”.  E aí começa o conflito que determina a realidade de cada organização.  Tal fato faz com que nem todas organizações sejam legítimas em seus discursos de sustentabilidade.  Seus discursos não sobrevivem a um olhar mais critico de profissionais especializados.

Desde o século passado o mundo corporativo fala em sustentabilidade, mas não coloca em prática com o mesmo vigor o discurso que divulga em publicações de fino acabamento gráfico e/ou na publicidade institucional.  As boas práticas (a realidade socioambiental) ainda estão restritas a poucas organizações líderes.

Legítimos da Sustentabilidade

Legitimidade é quando a organização prova que faz o que fala. Não apenas nos relatórios e publicações ou em suas comunicações institucionais. Mas principalmente para uma comunidade de especialistas e/ou ativistas com domínio e visão critica sobre sustentabilidade. E que tenha capacidade técnica para identificar a excelência, ou a sua falta nos modus operandi das práticas adotadas.

Mas nem tudo está perdido. A boa noticia é que tanto as organizações legítimas com excelência em suas boas práticas, assim como a comunidade de especialistas com domínio e visão critica existem. Existem e realizam um trabalho consistente de inteligência coletiva em sustentabilidade no Programa Benchmarking Brasil, há exatos 15 anos.  São eles que com metodologia reconhecida pela ABNT, selecionam, certificam e compartilham as boas práticas socioambientais dos legítimos da sustentabilidade em nosso país.

Sobre o Programa Benchmarking Brasil:

Bench_louro_verde_2016_pO Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas,  de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. Com aproximadamente 200 especialistas de mais de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma da inteligência coletiva em sustentabilidade. Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon da Sustentabilidade). Além das organizações, trabalha também com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking.

Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com o apoio institucional do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal, e com o apoio de divulgação de diversos portais especializados em sustentabilidade, e também mantém parceria com as escolas profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP,  e com as universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS, respectivamente. O XIV Bench Day para apresentar o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade em 2016 será conhecido nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre do Tribunal Regional da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP.

 

São Paulo, 04 de Maio de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br