Benchmarking, sob medida para empresas e gestores com boas práticas

O Programa Benchmarking além de ser um eficiente canal de diálogo e motivação para quem trilha o caminho da sustentabilidade, também é uma ferramenta de inovação que acelera o desenvolvimento técnico gerencial das organizações participantes.  Mostrar e compartilhar as boas práticas é um exercício de cidadania e transparência, mas também de atualização.  Nesta edição, a comissão técnica responsável pela avaliação dos cases inscritos conta com nomes respeitados da sustentabilidade e atuantes em 7 diferentes países –  Chile, Colômbia, França, Guiana Francesa, Itália, Portugal, além do Brasil. Estes especialistas pontuarão quesitos dos cases sem terem acesso ao nome das organizações.  A seguir, frases de alguns dos integrantes da Comissão Técnica 2018 sobre o Programa Benchmarking Brasil

Comissão Técnica Benchmarking 2018

“O Programa Benchmarking Brasil é hoje uma ferramenta essencial, não somente para medir o avanço do país na agenda do Desenvolvimento Sustentável, mas também para incentivar o diálogo e o pensamento estratégico das instituições rumo a uma sociedade mais equitativa”, disse Daniel Kieling, especialista em Mudanças Climáticas – Paris/França. 

“O Programa Benchmarking Brasil tem papel estratégico para um novo engajamento político e econômico na agenda global de sustentabilidade”, disse Izabella Teixeira, ex Ministra do Meio Ambiente – Araruama/Brasil 

“O Programa Benchmarking Brasil certamente é um excelente fórum para alavancar a discussão, pois a transição para a Economia Circular começa pela consciência de que este modelo mais restaurador faz sentido economicamente, gera diferencial competitivo e garante a sobrevivência das empresas”, disse Beatriz Luz, Fundadora do Núcleo Brasileiro de Economia Circular no Fórum for the Future – São Paulo/Brasil

“O Programa Benchmarking Brasil é importante porque vem colocando em evidência ações que incentivam novas ações, e colabora assim para um imprescindível novo olhar sobre a sustentabilidade, que inclui a responsabilidade e a participação de todos”, disse Rejane Pieratti – Diretora do Departamento de Desenvolvimento, Produção e Consumo Sustentáveis no Ministério do Meio Ambiente – Brasília/Brasil

BENCHMARKING – UM PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES

Um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do País, que certifica e compartilha cases de boas práticas. Hoje com 1 modalidade âncora e 5 modalidades paralelas é o mais legítimo dos movimentos de sustentabilidade pela pluralidade de vozes que congrega. Empresas, Universidades, Escolas Técnicas Profissionalizantes, Órgãos e entidades representativas e governamentais, Artistas, Personalidades, e mídia especializada fazem parte da iniciativa que está em sua 16a edição. Mais de 200 especialistas e ativistas de 25 diferentes países compõem as Comissões Técnicas que selecionam e validam os cases inscritos. A metodologia de seleção dos cases tem o reconhecimento da ABNT, e o Programa construiu e detém o maior banco de práticas de sustentabilidade certificadas e com livre acesso da internet. Até o presente momento, 192 organizações dos 3 setores da economia tiveram 373 cases certificados e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos técnicos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. Veja em:  https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=22525 

As inscrições dos cases para certificação Benchmarking das boas práticas socioambientais ocorrem até 31 de março pelo site.

São Paulo, 26 de Fevereiro de 2018

Programa Benchmarking Brasil 
Inteligência Coletiva em Sustentabilidade 
www.benchmarkingbrasil.com.br