Certificação Benchmarking – mais tempo para envio dos cases

Empresas e gestores com boas práticas ganharam mais alguns dias para envio de seus cases de sustentabilidade para certificação Benchmarking 2018.
 
Agora poderão inscrever suas práticas até o dia 15 de abril pelo site. Os quesitos de descrição dos cases foram aperfeiçoados e podem ser vistos na página http://benchmarkingbrasil.com.br/case-quesitos-para-pontuacao/ 
 
Foram inúmeras solicitações de gestores e organizações para que o prazo fosse prorrogado em virtude de agendas importantes que dificultaram a identificação e levantamento de dados dos seus melhores cases para serem submetidos a banca avaliadora do Programa Benchmarking que reúne especialistas de vários países. Até o momento, especialistas de 25 diferentes países participaram das bancas avaliadoras conhecidas como Comissões Técnicas (CT). Este ano, a CT reuniu especialistas de 7 diferentes países, todos atuantes e com respeitável visão e domínio sobre a sustentabilidade nas organizações. 
 
O conceito de Sustentabilidade mesmo complexo é adaptável e dinâmico
 
Daniel Kieling, um dos integrantes da CT 2018 residindo atualmente na França, é consultor em mudanças climáticas e fez o seguinte depoimento sobre sustentabilidade e o Programa Benchmarking: “O próprio conceito de Sustentabilidade mesmo complexo é adaptável e dinâmico. Nesse sentido a constante revisão de paradigmas se faz obrigatória, sobretudo no âmbito do desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental. O Programa Benchmarking Brasil é hoje uma ferramenta essencial, não somente para medir o avanço do país na agenda do Desenvolvimento Sustentável, mas também para incentivar o diálogo e o pensamento estratégico das instituições rumo a uma sociedade mais equitativa.”
 
Segundo a idealizadora do Programa, Marilena Lavorato “Benchmarking Brasil é um canal muito diferenciado (e respeitado) para que as organizações com boas práticas  prestem contas a sociedade sobre a forma como a sustentabilidade é aplicada em seus negócios. Compartilhar as inovações que estão sendo desenvolvidas e implementadas é uma forma de ir além da demonstração dos resultados em números nos relatórios de sustentabilidade e tornar o processo mais legítimo.  Comprova a coerência da empresa no que diz e como faz. “
 

BENCHMARKING – UM PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES

Um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do País, que certifica e compartilha cases de boas práticas. Hoje com 1 modalidade âncora e 5 modalidades paralelas é o mais legítimo dos movimentos de sustentabilidade pela pluralidade de vozes que congrega. Empresas, Universidades, Escolas Técnicas Profissionalizantes, Órgãos e entidades representativas e governamentais, Artistas, Personalidades, e mídia especializada fazem parte da iniciativa que está em sua 16a edição. Mais de 200 especialistas e ativistas de 25 diferentes países compõem as Comissões Técnicas que selecionam e validam os cases inscritos. A metodologia de seleção dos cases tem o reconhecimento da ABNT, e o Programa construiu e detém o maior banco de práticas de sustentabilidade certificadas e com livre acesso da internet. Até o presente momento, 192 organizações dos 3 setores da economia tiveram 373 cases certificados e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos técnicos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. Veja em:https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=22525 

As inscrições dos cases para certificação Benchmarking das boas práticas pelo site – www.benchmarkingbrasil.com.br

São Paulo, 27 de Março de 2018

Programa Benchmarking Brasil – XVI Edição
Inteligência Coletiva em Sustentabilidade