COMISSÃO TÉCNICA – EDIÇÃO 2007

5º Benchmarking Ambiental Brasileiro
Comissão Técnica 2007

Todos os esforços individuais e coletivos de conscientização das pessoas, em todos os níveis e idades, o envolvimento das Universidades e Conselhos Profissionais são importantíssimos para a mobilização de toda a Sociedade em prol da melhoria das condições ambientais. Sentimo-nos privilegiados em participar do IV Benchmarking Ambiental Brasileiro.

Antônio de Pádua Lanzetti Tavares – Coordenador do Grupo de Ética e Responsabilidade Social do CRASP

Míni Currículo: Cursou Filosofia na USP e bacharelou-se em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Realizou uma ampla série de cursos de especialização e extensão univerítária no Brasil e no exterior. Atuou como gerente e diretor de RecursosHumanos, Relações com o Mercado e Administração na Ford, Cia Cimento Portland Itaú, Kibon e Thyssen Krupp. Exerceu as atividades paralelas de Delegado do Centro das Indústrias de Osasco (70/72), Presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos – Estado de São Paulo – 1993/1995, Vice Presidente da AAPSA – Associação Paulista de Gestores de Pessoas – 2000/2002, e Coordenador do Grupode Ética e ResponsabilidadeSocial do Conselho Regional de Administração – SP – 2003/05.

O acesso à informação e o conhecimento das iniciativas em prol do desenvolvimento sustentável são condições necessárias para conscientizar a sociedade de que estamos diante de um cenário ambiental crítico, mas não perdido. Mais que premiar grandes ações, o Benchmarking Ambiental Brasileiro possibilita o conhecimento dessas iniciativas e evidencia que, juntos, encontraremos a saída.

Cilene Victor – Diretora da revista Com Ciência Ambiental

Míni Currículo: diretora da revista Com Ciência Ambiental, éespecialista em Comunicação Aplicada à Saúde, mestre em Comunicação Científica e Tecnológica e Doutora em Saúde Pública. Exerce o jornalismo ambiental e científico desde 1991. Foi pesquisadora-visitante na Universidade de Münster, Alemanha, e no Centro de Percepção de Riscos da Faculdade de Economia de Estocolmo, Suécia. É professora do curso de Jornalismo da Uninove – Centro Universitário Nove de Julho.

O principal desafio para o crescimento econômico é conjugar inovação tecnológica com a inclusão social, transformando o conhecimento em riqueza. A resposta a essa demanda latente da sociedade só poderá ser capitaneada com a cooperação de todos. Por isso, para o CORES da Fiesp, é uma honra poder contribuir com uma iniciativa voltada ao reconhecimento da inteligência aplicada e do trabalho em prol da Sustentabilidade Ambiental, como o Benchmarking Ambiental Brasileiro.

Eliane Pinheiro Belfort Mattos – Diretora Titular do Comitê de Responsabilidade Social da Fiesp

Mini Currículo: Diretora Titular do Comitê de Responsabilidade Social da Fiesp e membro do Conselho Superior de Responsabilidade Social da Confederação Nacional das Indústrias e da Fiesp.

A natureza deve estar presente em todos os lugares. Sendo assim, nos interessa sobremaneira preservar a Amazonia e a Mata Atlântica. Sem esquecer entretanto, do meio ambiente urbano. Uma cidade arborizada, com o mínimo de poluição atmosférica e com rios limpos é a mais dificil meta a ser alcançada neste momento em que já transparecesse os ricos a serem enfrentados com o aquecimento global. É tempo portanto de nos voltarmos ao bem comum, deixando de lado interesses particulares.

Geraldo Nunes – Repórter e Apresentador da Radio Eldorado

Mini Currículo: jornalista, radialista e escritor, com dois livros publicados e um terceiro em preparação. Em seus trabalhos trata de assuntos ligados ao trânsito, transportes, turismo e ao meio ambiente das cidades. Apresenta os programas De Olho na Cidade e São Paulo de Todos os Tempos sendo também o Repórter Aéreo com mais horas de vôo em todo o mundo (sete mil horas). Em 1997, o programa São Paulo de Todos os Tempos, da Rádio Eldorado, obteve o Colar do Centenário, prêmio oferecido pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e em 2003 obteve da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte, o prêmio para o melhor programa de cultura e variedades do Rádio. Em 2006 recebeu Menção Honrosa no 28o. Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos.

Não há progresso sem metas e referências. O Benchmarking Ambiental Brasileiro vem se afirmando cada vez mais como um importante veículo para a apresentação de referências de excelência e intercâmbio de idéias inovadoras em prol do desenvolvimento ambientalmente sustentável.

José Felix Filho – Especialista em Recursos Naturais do BID

Mini Currículo: Especialista em Recursos Naturais do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento em Washington, DC. 31 anos de experiência no domínio da Engenharia Sanitária e Ambiental, em estudos de impacto ambiental e em projetos de medidas mitigadoras e de recuperação de áreas degradadas em diversos países.

Sustentabilidade e gestão ambiental são estratégias e processos que devem ser inseridas no cotidiano das pequenas organizações, diante da importância econômico-social que estas representam para o nosso país.

Marcelo Dini Oliveira – Gerência da Unidade de Inovação e Acesso a Tecnologia do SEBRAE-SP

Mini Currículo: Oliveira, Bacharel em Direito, especializado em Direito Empresarial. Atua como consultor de empresas no Sistema Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas no estado de São Paulo – SEBRAE-SP, com experiência na área de desenvolvimento de projetos regionais e setoriais.Atualmente, responde pela Gerência da Unidade de Inovação e Acesso a Tecnologia do SEBRAE-SP.

Empresas modernas utilizam a ferramenta de “Benchmarking” de forma permanente, por isto, um evento que se destine a mostrar experiências bem sucedidas vem ao encontro das suas expectativas.

Marcelo Kos – Presidente do Conselho de São Paulo da ABPA

Mini Currículo: Engenheiro Químico, Presidente do Conselho de São Paulo da ABPA, Diretor Técnico de Assuntos Industriais da ABIQUIM, Membro do Conselho de Meio Ambiente – COEMA da CNI, Membro do Conselho de Gestão do Comitê Brasileiro de Gestão Ambiental da ABNT – CB 38 e Coordenador da CE 08 de Comunicação Ambiental.

Quando a responsabilidade humana pelo aquecimento global torna-se irrefutável, é com satisfação que se enfrenta a dificuldade de atribuir o Prêmio Benchmarking Ambiental Brasileiro a um único vencedor, tal a quantidade e a qualidade dos cases apresentados. Prova inequívoca da consciência de parte significativa do setor produtivo quanto aos novos desafios impostos pela natureza.

Marcos Moliterno – Diretor do Instituto de Engenharia

Mini Currículo: Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho, Mestre em Tecnologia Ambiental pelo IPT/SP. Atua profissionalmente como Engenheiro Consultor em programas de gestão ambiental e, como Perito Judicial em questões de Engenharia Civil e Engenharia Ambiental.Participou do Grupo de Trabalho de Áreas Contaminadas da Câmara Ambiental da Indústria da Construção do Estado de São Paulo e, do Grupo Inter-institucional de Áreas Contaminadas – GIAC, formado pelo Ministério Público e CETESB.

Esta é uma iniciativa muito importante para o fortalecimento da indústria Brasileira.

Maurício Mendonça – Coordenador da Unidade de Competitividade Industrial do CNI

Mini Currículo: Mestre e Doutor em Economia (Unicamp e Université de Paris). Atual Coordenador de Competitividade Industrial da Confederação Nacional Indústria, Membro Titular do Conselho Nacional de Meio Ambiente e Membro Titular do Conselho Diretor da ABNT. Foi Diretor IPEA (2003-2004), Secretário de Política Tecnológica Empresarial do MCT (2001-2002), Presidente do Conselho Fiscal FINEP (2000-2002), Presidente dos Comitês Gestores dos Fundos Setoriais de Ciência e Tecnologia de Petróleo, Energia, Recursos Hídricos, Mineral, Transportes, Biotecnologia, Saúde, Agronegócios, Aeronáutico e Espacial (2001-2002), Consultor da CEPAL-ONU (1993-2005), Pesquisador Centro Estudos de Conjuntura e Núcleo de Estudos de Indústria e Tecnologia – Instituto de Economia da Unicamp (1987-1995).

Sem responsabilidade Eco social, o futuro da humanidade será catastrófico. Esforços precisam ser mobilizados , consciência precisam ser convencidas.

Osvaldo Bezerra – Diretor Executivo da Fundacentro, Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho

Mini Currículo: Diretor Executivo Fundacentro, Fundação Jorge Duprat Figueiredode Segurança e Medicina do Trabalho. Centro Técnico Nacional.Formado em Biologia com extensão em Geologia e Sociologia.

O benchmarking é um importante indutor para melhorar o desempenho das organizaçaões, públicas ou privadas. O benchmarking ambiental, direcionado por políticas adequadas, é um importante indutor para a construção de caminhos para a sustentablidade.

Roberto Domenico Lajolo – Coordenador Institucional de Meio Ambiente e Pesquisador IPT e Presidente da Fundação de Apoio ao IPT

Mini Currículo: Engenheiro Mecânico pela Escola Politecnica da USP, autor e editor de varios livros sobre conservação de energia e gestão de resíduos, gestor público, Coordenador Institucional de Meio Ambiente do IPT, Especialista em Gestão e Tecnologias Ambientais, e atualmente pesquisador do IPT e Presidente da Fundação de Apoio ao IPT.

Para que possamos alcançar um mundo que dê a todos a possibilidade de uma vida realizada, sem os danos ambientais e sociais que enfrentamos, são necessárias iniciativas que valorizem e esclareçam processos sustentáveis, como é o caso do Benchmarking Ambiental Brasileiro. Parabéns!

Simone Ramounoulou – Dir. Executiva e Coord. Geral do The Natural Step, Brasil, membro do Conselho do The Natural Step Internacional em Estocolmo

Mini Currículo: Administradora de Empresas e Humanista, Consultora Organizacional em Projetos Internacionais, desenvolvendo programas especiais em integração organizacional e Sustentabilidade, sempre focados em valores humanos e em técnicas interativas, nas áreas de Governo, Empresas e Educação. Diretora Executiva e Coordenadora Geral do The Natural Step, Brasil, membro do Conselho do The Natural Step Internacional em Estocolmo.

Nessa época de globalização um dos indicadores mais importantes para se medir a presença prática e política de um país é a sua preocupação sócio-ambiental.No Brasil essa questão começa a ser levantada e a iniciativa do Prêmio Benchmarking Ambiental Brasileiro reforça esta ação.

Sylvio T. Napoli Junior – Membro do Conselho Fiscal e dos Comitês Têxtil e de Responsabilidade Social da ABNT

Mini Currículo: Engenheiro Têxtil, Professor com mestrado na área de Produção na Engenharia Têxtil, Gerente Infra-estrutura e Capacitação Tecnológica da ABIT/Sinditêxtil e Membro do Conselho Fiscal da ABNT e dos Comitês Têxtil e de Responsabilidade Social.

Nosso futuro depende da capacidade das organizações desenvolverem produtos, tecnologias e modelos de negocios mais sustentáveis. O reconhecimento público destas iniciativas é importante neste processo.

Vanderley M John – Professor Associado da Escola Politécnica da USP

Mini Currículo: Eng. Civil, Doutor em Engenharia (USP, 1995), Pos-doutorado pelo KTH (Suécia, 2001), é Professor Associado da Escola Politécnica da USP. Atua dentro do Grupo de Pesquisa em Construção Sustentável, sendo especializado na área de eco-eficiência de materiais de construção, incluindo o uso de resíduos como matérias primas, fibrocimento sem amianto.

Impacto ambiental, problema de todos. Ninguém na terra poderá negar que cada de seus habitantes tem uma grande relação com os resultados referentes ao meio ambiente, motivo pelo qual se exige a contribuição de cada um de nós.

Victoriano Anguis Terrazas – Presidente do Comitê Técnico de Normalization Nacional

Mini Currículo: Engenheiro, Especialista em Sistemas de Administração em Segurança e Higiene, Energia e Qualidade Total. Professor da Faculdade de Engenharia da Universidade Nacional Autônoma de México. Coordenador da Graduação em Segurança na Universidade do Vale de México. Presidente do Comitê Técnico de Normalization Nacional de E. P. O P, de AISOHMEX, A.C. e de AMHSAC, membro de ALASEHT e Diretor de ISOH de México, INC. de C.V. Autor de vários Livros de segurança, Colunista e Orador Internacional.