Em Sustentabilidade nem tudo é trigo

Diz um ditado árabe que não se deve falar tudo o que sabe, nem acreditar em tudo que ouve. Pois bem, em sustentabilidade não é diferente. Muito se fala, mas nem tudo é trigo. E separar o joio do trigo, não é para amadores.

É muito mais fácil vermos anúncios com lindas imagens da natureza e a divulgação das crenças e valores comprometidos com a sustentabilidade do que projetos com boas práticas em operação. Ainda sofremos da falta de coerência e da desproporcionalidade entre o que se divulga e o que se faz na prática.

Falar de sustentabilidade é inspirador, mas desenvolver boas práticas é que é transformador

Temos que admitir que separar o joio do trigo não é tão simples e depende, como sempre, de conhecimento e especialização. Falar de sustentabilidade é inspirador, mas desenvolver e implementar projetos com boas práticas é que é transformador.

O que nos faz concluir, que tanto a produção quanto a certificação das boas práticas dependem de bons gestores, e de profissionais especializados. Portanto tão fundamental quanto separar o joio do trigo em sustentabilidade, é também valorizar os seus corpos técnicos nas organizações. Veja a banca avaliadora da certificação Benchmarking 2018 com especialistas de 7 diferentes países, AQUI

BENCHMARKING – UM PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS NAS ORGANIZAÇÕES

Um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do País, que certifica e compartilha cases de boas práticas. Hoje com 1 modalidade âncora e 5 modalidades paralelas é o mais legítimo dos movimentos de sustentabilidade pela pluralidade de vozes que congrega. Empresas, Universidades, Escolas Técnicas Profissionalizantes, Órgãos e entidades representativas e governamentais, Artistas, Personalidades, e mídia especializada fazem parte da iniciativa que está em sua 16a edição. Mais de 200 especialistas e ativistas de 25 diferentes países compõem as Comissões Técnicas que selecionam e validam os cases inscritos. A metodologia de seleção dos cases tem o reconhecimento da ABNT, e o Programa construiu e detém o maior banco de práticas de sustentabilidade certificadas e com livre acesso da internet. Até o presente momento, 192 organizações dos 3 setores da economia tiveram 373 cases certificados e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos técnicos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. Veja em:https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=22525 

As inscrições dos cases para certificação Benchmarking das boas práticas até 15 de abril pelo site – www.benchmarkingbrasil.com.br

Programa Benchmarking Brasil – XVI Edição – Inteligência Coletiva em Sustentabilidade