Inteligência com ética a serviço da sustentabilidade

Os princípios e diretrizes da sustentabilidade foram desenvolvidos com base nos valores universais que promovem harmonia na convivência do homem com o seu meio, quer seja este meio, social e/ou natural.

Por outro lado, sabemos que as grandes disputas e conquistas na história da humanidade sempre tiveram como principal motivação o poder sobre estes meios, ou seja, sobre os recursos naturais e sociais do planeta. Dentro deste processo se fez a civilização que continuamente faz seus up grades, compulsórios e/ou espontâneos.

A sustentabilidade é um destes up grades para a civilização. Pode ser até confundida com algo poético, filosófico ou até mesmo filantropo, coisa de gente Zen. Mas na prática ela é a mais dura das realidades. Goste ou não, ela selará nosso destino, para o bem ou para o mal. Para a evolução ou involução, sem meios termos. Ruim com ela, impossível sem.

Porque a sustentabilidade é inteligência com ética?

Por muitos motivos. A sustentabilidade é técnica quando prega e ensina a fazer mais com menos; é lógica, quando comprova que a qualidade da convivência dos meios (social e ambiental) é que garante a vida na terra; é ética quando pensa no todo e não apenas em um individuo ou um grupo. E tem outros atributos importantes para ajudar a humanidade na sua evolução. É previdente quando pensa no futuro, é competitiva quando propõe soluções que não esgotam recursos naturais essenciais, é responsável quando não deixa faltar o básico, e garante condições dignas de vida. É civilizatória por promover a harmonia na convivência do homem com o seu meio, quer seja este meio, social ou ambiental.

A agenda 2030 da ONU deu uma organizada nestas questões com os seus 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Deu também um prazo para que a humanidade faça escolhas, e o planeta continue seu processo civilizatório. Saiba mais AQUI

Dos legados da humanidade até o presente momento, destaco os avanços tecnológicos (inteligência) que podem ser usados a favor da sustentabilidade. Mas, será a ética que fará toda a diferença no processo civilizatório atual. Este será o nosso grande legado, inteligência sim, porém com ética. Em outras palavras, o futuro só será possível e valerá a pena, se adotarmos práticas que promovam a sustentabilidade, que nada mais é do que assegurar a harmonia da convivência do homem com o seu meio, social e ambiental.

Benchmarking Brasil, feito sob medida para empresas e gestores com boas práticas de sustentabilidade

Sobre Benchmarking Brasil:  Um respeitado Programa de Sustentabilidade que reconhece, certifica e compartilha cases de boas práticas há mais de uma década. São mais de 400 cases e projetos selecionados por especialistas de vários países, e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. Veja em:  https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=22525

Inscrições de cases para certificação Benchmarking: 28 de janeiro a 31 de Março. Para saber mais, clique AQUI.