Resumo da Edição 2006

 4º  Benchmarking seleciona e apresenta os melhores  modelos gerenciais da área socioambiental corporativa do país

Teatro Santa Catarina – Av. Paulista, 200 – São Paulo/SP

27/09/2006

 

 

Os melhores modelos gerenciais da área socioambiental corporativa brasileira foram selecionados por uma comissão técnica supra-representativa composta por 15 integrantes com atuação e reconhecimento nacional e internacional.

Tivemos nesta edição, 28 Cases Vencedores considerados referencias em Benchmark Socioambiental..   A partir de agora passam a integrar um banco de dados de livre acesso pela internet, que totaliza 86 modelos gerenciais reconhecidos como o que há de melhor em práticas de sustentabilidade realizadas no país.

Para fazer parte do banco de boas práticas gerenciais e serem considerados referências em Benchmark, os selecionados apresentaram práticas de excelência, resultados tangíveis, e disposição em compartilhar todo esse conhecimento aplicado, servindo de exemplo e referência para que outros possam se espelhar e assim, alcançar patamares semelhantes em seus próprios ambientes e realidades.

Abertura Oficial  
 
Mesa Diretora
 
 
Público Presente  
       
           
 
Histórico, Resultados e objetivos do Benchmarking Brasileiro
 

Em seus quatro anos de existência, a iniciativa já selecionou e reconheceu 86 Cases Vencedores de 65 instituições brasileiras dos 03 setores da economia, atuantes em vários ramos de atividades e localizados em 12 estados do país.

É hoje um banco de práticas de sucesso com 86 modelos gerenciais de excelência, reconhecidos como referências nacionais em se tratando de boas práticas empresariais. Neste período, contou com a colaboração de 34 personalidades atuantes e comprometidas com a temática socioambiental em sua Comissão Técnica, apoio de reconhecidas instituições representativas e associativas com abrangência nacional e internacional.

A missão do Benchmarking Ambiental é promover o desenvolvimento técnico gerencial dos gestores brasileiros e incentivar a adoção das boas práticas nas instituições brasileiras, e, ao reunir e compartilhar as melhores práticas que promovem o desenvolvimento sustentável no país, está coerente com sua missão, e contribuindo efetivamente para tornar os princípios e objetivos da sustentabilidade mais próximos de nossa realidade.

 
Apresentação Case
   
   
Comissão Técnica
   
   
Troféus e Diplomas    
       
Material Didático      
           
Números, critérios e resultados da edição 2006
 

No teatro Santa Catarina – Av. Paulista, 200 – São Paulo/SP , dia 27/09/2006 – 4ª feira, estiveram reunidos personalidades corporativas de todo país para um dia dedicado as boas praticas gerenciais e aos bons exemplos da gestão sustentável.

Durante todo o dia, 28 profissionais que comandam no dia-a-dia, atividades gerenciais da área socioambiental corporativa das principais empresas e instituições do país, mostraram ao público presente porque são os melhores em gestão sustentável, e por isto, considerados referências em se tratando de boas práticas gerenciais.

Presentes no evento, personalidades públicas, instituições representativas com atuação nacional e internacional, dirigentes das empresas vencedoras, especialistas e profissionais da área, além da mídia especializada e seleto público com aproximadamente 300 pessoas.

A iniciativa em sua quarta edição contou com a adesão dos vários segmentos da atividade econômica de 09 estados brasileiros, 29 apoiadores (entidades representativas e mídia especializada) e 15 integrantes na Comissão Técnica.  Os 28 Cases Vencedores abrangeram uma ampla temática como, por exemplo, o descarte zero de efluentes e gerenciamento adequado de resíduos sólidos, o bom manejo florestal e pesqueiro, Programas de comunicação e educação ambiental , mobilização social e inclusão de jovens na proteção do meio ambiente, entre outros.

Os Cases Vencedores desta edição foram aqueles que apresentaram eficácia e inovação nas soluções adotadas para enfrentar os desafios do gerenciamento socioambiental responsável e competitivo.

Ações que comprovaram benefícios à instituição, à comunidade e ao meio ambiente natural, e que estão alinhadas com as três dimensões da sustentabilidade: a econômica, a social e a ambiental.

O critério de seleção está baseado na análise e pontuação de 07 quesitos específicos, onde os Jurados (instituições representativas e mídia especializada) tem acesso apenas ao conteúdo do Case , que é o que está sendo avaliado, sem conhecer a instituição a que pertence. Os Cases que recebem as melhores pontuações acima do índice técnico mínimo são selecionados e considerados Vencedores, ou seja, referências em Benchmark Socioambiental

 

Cases Vencedores
 
 
Platéia Atenta
 
 
Orquestra  
 
Premiação  
 
Participantes  
 
Vencedores  
 
Aplauso do Público  

E-Group Bench

Para continuidade da prática Benchmarking Ambiental, foi criado o e-group “BENCH”, um grupo fechado que discute temas atuais, compartilha experiências e informações socioambientais, além de divulgar e circular artigos, clipping e noticias pertinentes ao gerenciamento socioambiental corporativo. Este e-group é fechado a participação dos representantes dos “Cases Vencedores” e Comissão Técnica de todas as edições. Mais informações, click: www.grupos.com.br/grupos/bench

COMISSÃO TÉCNICA 2006

Avaliados por uma Comissão Técnica especializada e multidisciplinar composta por 15 integrantes representando entidades institucionais e mídia especializada, os 28 Cases Vencedores receberam a certificação referente as suas categorias, no dia 27 de setembro de 2006 em evento executivo no Teatro Santa Catarina – Av. Paulista, 200 – São Paulo/ SP

1. Ailton de Paula – Coordenador Meio Ambiente SENAI-SP
2. Alberto J.N. Ogata – Presidente ABQV – Associação Brasileira de Qualidade de Vida
3. André César Médici – Consultor de Desenvolvimento Sustentável do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento
4. Dagoberto Lorenzetti – Pesquisador Científico na área de Gestão de Operações e Sustentabilidade do CEAMA – Centro de Estudos de Administração e Meio Ambiente da FGV-SP
5. Érica Lui Reinhardt – Pesquisadora Científica da FUNDACENTRO – Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Medicina e Segurança do Trabalho

6. Fernando Tabet – Coordenador da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Comércio França-Brasil

7. Flávio Alves de Almeida – CEBDS – Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável
8. Haroldo Mattos de Lemos – Presidente do Instituto Brasil PNUMA – Comitê Brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente
9. José Manoel Ferreira Gonçalves – Repórter Ambiental da Radio Jovem Pan
10. Luiz Carlos Aceti Junior – Sócio fundador da Ong Científica PDCA – Parceria do Distrito Industrial em Ciências Ambientais e do Portal Mercado Ambiental
11. Luiz Sérgio Barros de Medeiros e Albuquerque – Comissão de Direito Ambiental da OAB/RJ
12. Maria do Carmo Whitaker – Membro do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/SP, Colaboradora do Centro de Estudos de Ética nas Organizações – EAESP/SP e Coordenadora do Portal Ética Empresarial
13. Paula Saldanha – Jornalista, Escritora, Diretora e Apresentadora do Programa Série Expedições da TV Cultura e TVE
14. Reinaldo Keiji Fujii– Presidente BRASINDOOR – Sociedade Brasileira de Meio Ambiente e Qualidade do Ar
15. Sebastião Ney Vaz Júnior– Presidente da ANAMMA – Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente

Bench Day Edições passadas: