Banco Digital Emissões 1

BANCO DIGITAL DE BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS
RESUMOS CASES BENCHMARKING

TEMÁTICA GERENCIAL
EMISSÕES
 

Paginas: 01 02 

 

ALUMAR – Consórcio de Alumínio do Maranhão  

Case: Redução de Emissões de GEE

Cidade: São Luís

Estado: MA

Responsável: Anna Neves

Cargo: Engenheira de Controle Ambiental

 

Resumo: Buscando um processo apoiado na sustentabilidade, a companhia estabeleceu como uma de suas metas estratégicas a redução das emissões de CO2 ou CO2e, tendo em vista a problemática do agravamento do Efeito Estufa no planeta Terra. Dessa maneira, a engenharia de processo da Sala de Cubas, focou esforços no controle de alimentação das cubas eletrolíticas com o intuito de reduzir o tempo de efeito anódico, fenômeno no qual há geração de PFC’s (polifluorcarbonos). O indicador que quantifica o tempo de efeito anódico nas células eletrolíticas, e que apresenta correlação direta com as emissões de CF4 e C2F6, mostrou significativa redução, apresentando recorde histórico da planta e entre todas as localidades da companhia em outubro de 2013. A redução das emissões desses gases, expressos em tCO2e/tAl produzido foi de 78% comparando-se 2011 vs 2013 e de 69% de 2012 para 2013, o que demonstra que a melhoria no último ano foi a mais significativa. Edição 2014

 

 

ArcelorMittal Inox Brasil

Case: Agricultores por Natureza: Utilização do Biodigestor nas comunidades do entorno do Parque Estadual do Rio Doce – Reserva da Biosfera

Cidade: Timóteo

Estado: MG

Responsável: Odilon Machado Neto

Cargo:  Assessor de Meio Ambiente

 

Resumo: Resgatar uma tecnologia secular, adaptar à realidade local e permitir a participação de todos os envolvidos no processo, essa é a motivação da Arcelor Mital. Com isso conseguiu alguns principais resultados: Implantação de 100 biodigestores, beneficiando mil produtores rurais e familiares; Diminuição da pressão dos moradores sobre as áreas de preservação, em especial redução dos incêndios florestais e a retirada de material lenhoso; tratamento de esgoto doméstico e resíduos orgânicos; Diminuição da emissão de gás metano através da sua queima nas residências, etc. Edição 2008

 

ArcelorMittal Tubarão

Case: Programa de Gestão Estratégica das Mudanças Climáticas. 

Cidade: Serra 

Estado: ES 

Responsável: Guilherme Correa Abreu 

Cargo: Gerente de Meio-Ambiente 

 

Resumo: A motivação é trabalhar na mitigação do aquecimento global, que é um problema que afetará todos os setores da economia e da sociedade a nível mundial, sendo os setores energético, florestal e industrial os maiores emissores de gases de efeito estufa (GEE) causadores do aquecimento. Por conhecimento disso, a empresa decidiu investir continuamente na identificação e no desenvolvimento de diversos projetos na área de gestão de GEE e das mudanças climáticas, alcançando ampla redução das emissões de GEE e a melhoria energética de seus processos.  A Gestão Estratégica das Mudanças Climáticas da empresa baseou-se no princípio da melhoria contínua e da prevenção da poluição, fundamentos da Política Ambiental da empresa para o desenvolvimento sustentável. Edição 2012

 

 

Avon

Case: Projeto Out of The Box : Otimização da cadeia de Supply Chai

Cidade: São Paulo

Estado: SP

Responsável: Ricardo Rodrigues

Cargo: Gerente de Logística América Latina 

 

Resumo: A empresa possui uma complexa cadeia de suprimentos, responsável por movimentar cerca de 700 mil paletes por ano por todo território brasileiro, mais 30 mil paletes importados. O projeto Out of the Box, motivado pela complexidade da cadeia e pelas oportunidades de ganhos em diferentes esferas, tem como objetivo atuar na revisão, simplificação e otimização de toda esta cadeia, que envolve produtos acabados, intermediários e insumos denominados componentes. Visão do Projeto: “Integrar e redesenhar nossa cadeia de Supply Chain, junto aos fornecedores (internacionais e locais) de componentes e matérias primas, processos de manufatura e expedição de produto acabado, até a entrega do produto terminado ao nosso cliente final, de maneira que as embalagens primária e de transporte estejam sincronizadas e dimensionadas para melhor otimizar os canais logísticos, sejam eles transporte ( container, caminhões , vans ), movimentação ( pallets, caixas ) e armazenagem (centros de distribuição ), de maneira que tenhamos uma busca incessante por reduzir as ineficiências devido ao baixo adensamento de nossas cargas causados sobretudo por uma baixa integração entre todos os processos logísticos envolvidos”. Edição 2013

 

Bradesco S.A.
Case: 
 Programa de Gestão da Ecoeficiência – Diminuição da Emissão de Gases de Efeito Estufa
Cidade: 
São Paulo
Estado: SP
Responsável: 
Lincoln Cesário Fernandes
Cargo: Gerente de Responsabilidade Socioambiental

 

Resumo: A Corporação superou a meta estabelecida de redução de 3,5% dos GEEs totais emitidos, atingindo 14,2% de redução. Para alcançá-la, foram definidas ações específicas para cada tipo de fonte de emissão identificada e se trabalhou durante todo o ano de 2008 para a implementação das mesmas.Edição 2009


Braskem S/A

Case: Redução das Emissões de Compostos Orgânicos na UNIB- BA.

Cidade: Camaçari

Estado: BA

Responsável: Sérgio de Rezende Hortélio

Cargo: Coordenador Meio Ambiente

 

Resumo: A preocupação com a redução e controle de emissões atmosféricas se deve ao impacto negativo destas sobre o meio ambiente e a saúde das pessoas, alem de representar perdas de matérias-primas e produtos, gerando prejuízos econômicos a empresa. Nos últimos 5 anos, verificou-se uma redução de 54% na emissão de compostos orgânicos voláteis no Parque de Tancagem e de 56% na Ilha de Carregamento. Com a implantação do Plano pode-se reduzir perdas de produtos na ordem de 1.446 toneladas desde 2002. Essa quantidade de matéria-prima valorada ao preço de nafta equivale a aproximadamente US$1,360,000.00 dólares no período de 2002 a 2007. Quanto a qualidade do ar, verifica-se que o número de violações no ar por conta de COV’s se manteve desprezível no entorno do Pólo Industrial de Camaçari. Edição 2008

 

Paginas: 01 02