Trajetória Benchmarking 10 anos

Trajetória Benchmarking Brasil

grafico_crescimento

Apoio: No período 2003 a 2011 contou com a participação de mais de 100 especialistas de 13 diferentes países na comissão técnica e apoio de expressivas instituições representativas como a FIESP, FIEMG, FIESC (IEL), FNQ, Sebrae SP, Instituto Brasil Pnuma, Câmaras de Comercio: Alemã, Francesa, Espanhola, Argentina, Britânica, e apoios internacionais: IAPMEI (Ministério de Inovação de Portugal), UNEP (United Nations Environment Programme -Nairobi, Quenia) e Agency Holaverde (Alemanha). Veja lista Apoiadores Aqui

 

Participação de grandes empresas: O Programa Benchmarking Brasil recebeu mais de 600 inscrições e certificou 226 práticas de 133 empresas localizadas nas 5 regiões do país. A maioria delas, grandes corporações (seguramente mais de 50% do PIB nacional). Isto ocorre porque conhecimento e expertise demandam corpo técnico especializado, o que significa investimento em capital intelectual e estruturas tecnológicas. Mas também temos pequenas e médias empresas, além de ONGs comprovando que com criatividade e talento é possível viabilizar grandes projetos e inovar. Veja as Empresas Benchmarking Aqui

 

Abrangência: O Programa Benchmarking Brasil é uma das mais abrangentes iniciativas de fomento a sustentabilidade.  Congrega participantes dos 03 setores da economia pertencentes a 31 diferentes ramos de atividade, sendo que Mineração e Energia são os ramos que mais contribuíram com práticas de excelência, 30 e 21 cada. Já as temáticas gerenciais que tiveram mais cases ranqueados foram: Educação, comunicação e informação socioambiental, e, Ferramentas e Políticas de Gestão, 67 e 43 respectivamente. Isto confirma uma preferência por conscientização e estratégia para investimentos em projetos de sustentabilidade. Veja Banco Digital de Práticas Aqui

 

Inovação Contínua: Para fomentar a sustentabilidade na prática, o Programa lançou e distribuiu gratuitamente para universidades e entidades representativas, 03 publicações: BenchMais (série com 02 volumes BenchMais 1 e 2), Guia de Boas Práticas Socioambientais (03 volumes), e a Revista Benchmarking (07 edições). Publicações com conteúdos avançados, articulistas renomados e participação de personalidades: Dr. Paulo Nogueira Neto, primeiro ministro de meio ambiente do país, Izabella Teixeira, nossa atual ministra do meio ambiente, e Lester Brown, autor internacional que há mais de 20 anos escreve sobre economia verde.  Em 2012, lança o Ranking da Década Benchmarking e o Projeto “Cultura de Sustentabilidade” com a Mostra Arte que Revoluciona, Práticas que Transformam. O Ranking da edição 2012 e da Década Benchmarking serão conhecidos no 10° Dia Benchmarking, Compartilhar para Crescer em 26 de Julho no MASP. Veja Livro BenchMais Aqui

 

Independência e Pluralidade: Benchmarking Brasil é uma iniciativa independente (sem patrocinadores e com participação voluntária de especialistas na comissão técnica), plural e democrática que construiu o maior Banco Digital de Práticas de Sustentabilidade de livre acesso do país. Um rico acervo que serve de fonte de pesquisa e consulta para pesquisadores, gestores, estudantes e demais interessados na temática socioambiental. Os cases Benchmarking também são apresentados presencialmente, alimentando a grade técnica de inúmeros eventos corporativos do país, além de eventos próprios: FIBoPS Internacional, Regional e Técnica. A realização do Programa Benchmarking Brasil é da MAISPROJETOS. Veja depoimentos da comissão técnica Aqui

 


Cultura de Sustentabilidade: Além de incentivar a busca da melhoria contínua e a adoção das boas práticas nas empresas, o Programa contribuiu ao longo destes 10 anos de forma efetiva com a construção de massa crítica em sustentabilidade do país. Veja Cultura de Sustentabilidade Aqui

 

Pesquisas e Numeros Benchmarking: O Programa Benchmarking Brasil surgiu a partir de uma pesquisa com empresas em 2002 e a partir daí foi sendo reformulado anualmente por especialistas participantes da comissão técnica. Para ver a pesquisa que deu origem ao Programa Benchmarking, clique Aqui. Para ver os gráficos Benchmarking, clique Aqui