Benchmarking começa hoje

 Para empresas e gestores com boas práticas

De hoje até 31 de março o programa Benchmarking estará recebendo inscrições dos cases de boas práticas de organizações dos 3 setores da economia.  Os cases serão avaliados e selecionados por uma banca internacional de especialistas de vários países que avaliam os cases sem ter acesso ao nome da organização aos quais pertençam. A metodologia de seleção e pontuação dos cases tem o reconhecimento da ABNT, e os cases certificados Benchmarking passam a integrar o Ranking dos detentores das melhores práticas socioambientais e a plataforma Benchmarking de Inteligência Coletiva em Sustentabilidade.

A sustentabilidade que saiu do papel com técnica e excelência, para se transformar numa boa prática socioambiental

O Programa Benchmarking é uma iniciativa independente que conta com o apoio voluntário de pesquisadores, especialistas, universidades, escolas técnicas profissionalizantes e instituições representativas e governamentais, para selecionar, difundir e incentivar a adoção das boas práticas de sustentabilidade nas organizações e sociedade.  O Programa possui 5 modalidades, e a modalidade senior (organizações) já certificou e compartilhou mais de 400 cases e projetos com a participação de especialistas de vários países. Até 2018, mais de 200 especialistas de 25 diferentes países participaram da banca de avaliação.

Os cases que atingem índice técnico na avaliação da CT são certificados Benchmarking, pela excelência das práticas adotadas em uma das 10 temáticas gerenciais do programa: Arranjos produtivos, Emissões, Energia, Educação, Ferramentas de Gestão, Manejo e Reflorestamento, P&D, Proteção e Conservação, Recursos Hídricos, e Resíduos.  A partir de 2017, os cases também se organizam por alinhamento a um dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS, da Agenda 2030 da ONU. Para inscrição dos cases, clique AQUI

Comissão Técnica 2019 – Banca com especialistas de 7 diferentes países

Um dos pilares do Programa Benchmarking Brasil é a sua comissão técnica. O seu formato de composição privilegia a multidisciplinaridade e o envolvimento efetivo de seus integrantes com a temática socioambiental. Compreende nomes consagrados de personalidades e especialistas ligados a entidades de reconhecido valor no Brasil e em outros países. Os critérios de avaliação são transparentes (ver metodologia) e seus membros avaliam a qualidade gerencial das práticas sem ter acesso ao nome da instituição. A seguir a CT 2019 em ordem alfabética. Para ver as fotos, minibios e frases dos seus integrantes, siga para: https://benchmarkingbrasil.com.br/comissao-tecnica-2019/

Comissão Técnica 2019 – Banca Avaliadora – Nomes em Ordem Alfabética

  1. Beto Pires Ferreira – CEO na Sustainable Society Initiative, consultoria de transformação de marcas e negócios através da sustentabilidade. Lisboa/Portugal
  2. Carlos A. Nobre – Cientista do Sistema Terrestre, membro da Academia Brasileira de Ciências, da Academia Mundial de Ciências (TWAS) e membro estrangeiro da Academia Nacional de Ciências dos EUA. São José dos Campos, Brasil
  3. Carlo Linkevieius Pereira – Diretor Executivo na Global Compact Network Brazil, e Presidente do Conselho Regional de Redes Locais América Latina e Caribe da United Nations Global Compact, São Paulo, Brasil
  4. Claudio J. Andrade – Especialista em sustentabilidade com ênfase em Relatórios GRI e Relatos Integrados. Consultor Sênior da Ratio Inteligência especializada na integração dos ambientes organizacionais com os ODS. São Paulo/SP.
  5. Fernanda Ballve Ebert – Cofundadora da Teach the Future no Brasil, dedicada ao ensino de estudos de futuro aos jovens e Diretora Associada da Tantum Group México, consultoria especializada em valor sustentável. Cidade do México, México
  6. Fernanda Gimenes – Especialista em Consumo e produção sustentável, Consultora da ONU Meio Ambiente. Londres, Reino Unido
  7. Flávio Hourneaux Junior – Professor e pesquisador da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) na área de Gestão da Sustentabilidade, São Paulo, Brasil.
  8. Julika Baumann Montecinos – Responsável pela área de Estudos de Gestão Transcultural no Instituto de Excelência em Liderança da Universidade Zeppelin. Friedrichshafen, Alemanha.
  9. Luiz Gabriel Todt de Azevedo – Chefe de Divisão Ambiental, Social e de Governança (SEG) do BID Invest, membro do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Washington D.C. , USA
  10. Renato de Castro – Especialista em cidades inteligentes, embaixador Smart Cities no TM Fórum de Londres, membro da Diretoria da ONG Leading Cities, de Boston, e Conselheiro Senior voluntário da International Telecommunications Union (ITU), a agência de informação e telecomunicações das Nações Unidas. Padova, Itália.
  11. Rodrigo Bertoccelli – Especialista em Gerenciamento e Conformidade Internacional e Presidente do IBDEE – Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial. São Paulo/SP

Sobre Benchmarking Brasil:  Um respeitado Programa de Sustentabilidade que reconhece, certifica e compartilha cases de boas práticas há mais de uma década. São mais de 400 cases e projetos selecionados por especialistas de vários países, e compartilhados em publicações (livros, revistas, portais e bancos digitais) e eventos (encontros, seminários, fóruns e congressos). Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) estão inclusos na metodologia de seleção dos cases de sustentabilidade, e as metas e compromissos do Programa estão na plataforma SDG (Sustainable Development Goals) da Agenda 2030 da ONU. Veja em:   https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=22525

São Paulo, 14 de Fevereiro de 2019